Você é uma esposa que sobre abuso?

Você é uma esposa que sofre abuso?

Segundo o IBOPE, entre 2006 e 2009, aumentou de 51 por cento para 55 por cento o número de entrevistados que declararam conhecer ao menos uma mulher que já sofreu ou sofre agressões de seu atual ou ex companheiro. Dos entrevistados 56 por cento apontam a violência doméstica contra as mulheres o problema que mais preocupa as brasileiras.

O abuso conjugal não tem fronteiras econômicas, educacionais, raciais ou religiosas. Ocorre em famílias de todos os estilos de vida. Mulheres que sofrem abusos são donas-de-casa, médicas, professoras, enfermeiras, secretárias, bancárias e este sofrimento “perfura” o corpo e a alma delas.

Uma mulher abusada pode se tornar impotente e sentir-se abandonada. Dentro do coração ferido da mulher abusada existe o medo, a decepção e a ira. A mulher numa situação de abuso, muitas vezes sente-se aterrorizada. Sem dúvida alguma, ela tem muito a temer. Estima-se que  mais da metade das mulheres agredidas sofram caladas e não peçam ajuda.

Se você reconhece que está vivendo num casamento onde ocorre o abuso conjugal, você deverá considerar alguns passos importantes: procure ajuda nas Defensorias Públicas e Juizados Especiais, nos Conselhos Estaduais dos Direitos das Mulheres e em organizações de mulheres da sua cidade. Não deixe de falar sobre o abuso até que alguém comece a ouvi-la e tome a sua situação a sério. Se você é uma mulher que está vivendo uma situação de violência e quer romper o silêncio, ligue para o 180. Ligue a qualquer hora para denunciar ou pedir orientações. A ligação para pedir ajuda é gratuita e o atendimento é de âmbito nacional.

Acima de tudo, se você sente que não existe mais ninguém a quem recorrer, você tem o convite daquele que sofreu e morreu por você. Foi Jesus que disse: “Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, eu lhes darei descanso” (Mateus 11:28).

Ministérios Pão Diário dispõe de alguns recursos bíblicos que podem ajudar você a enfrentar esta dura e triste realidade.