Sermão “A Bíblia”, de Charles H. Spurgeon — Parte 3

3. Nosso último ponto é o TRATAMENTO QUE A POBRE BÍBLIA RECEBE NESTE MUNDO.

Ela é considerada uma coisa estranha. O que significa a Bíblia ser considerada uma coisa estranha? Primeiro, significa que ela é muito estranha para algumas pessoas porque elas nunca a leem. Lembro-me de, em certa ocasião, ter lido a história sagrada de Davi e Golias; havia uma pessoa presente, positivamente crescida até a idade madura, que me disse: “Meu querido! Que história interessante! Em que livro ela está?”. E lembro-me de uma pessoa que veio a mim em particular — falei-lhe sobre a sua alma — ela me contou quão grande era a vontade que sentia de servir a Deus. Porém, encontrava outra lei em seus membros. Abri uma passagem de Romanos e li: “Não faço o bem que prefiro, mas o mal que não quero, esse faço”. Ela disse: “Isso está na Bíblia? Eu não sabia.”

Não a culpei por ela não ter se interessado pela Bíblia até então. Mas fiquei imaginando que poderia haver pessoas que nada sabiam acerca de tal passagem! Ah, vocês sabem mais sobre o seu livro-caixa do que sobre a sua Bíblia. Vocês sabem mais sobre os seus diários do que sobre o que Deus escreveu. Muitos de vocês lerão um romance do início ao fim e o que receberão? Um bocado de espuma ao terminarem! Porém, vocês não conseguem ler a Bíblia — esse alimento sólido, duradouro, substancial e satisfatório fica sem ser ingerido, trancado no armário da negligência, enquanto qualquer coisa que o homem escreva é avidamente devorada como se fosse a caça do dia. “Embora eu lhe escreva a minha lei em dez mil preceitos, estes seriam tidos como coisa estranha”.

Vocês nunca a leram. Faço essa grande acusação contra vocês. Talvez digam que não devo lhes cobrar coisas assim. Sempre penso ser melhor ter uma opinião pior de vocês do que uma demasiadamente boa. Eu os acuso disso — vocês não leem as suas Bíblias. Alguns de vocês nunca a leram de ponta a ponta. Sei que falo o que o seu coração precisa dizer ser uma verdade sincera. Vocês não são leitores da Bíblia. Dizem ter a Bíblia em suas casas — será que penso que são tão pagãos a ponto de não terem uma Bíblia? Porém, quando foi a última vez que a leram? Como sabem que seus óculos, que vocês perderam, não foram usados com ela nos últimos três anos? Muitas pessoas não folheiam as suas páginas há um longo tempo e Deus poderia dizer-lhes: “Embora eu lhe tenha escrito a minha lei em dez mil preceitos, você a considerou coisa estranha”.


Há outros que leem a Bíblia, mas, quando a leem, dizem que ela é horrivelmente seca. Aquele rapaz ali diz que ela é uma “chatice”. Essa é a palavra que ele usa. Ele diz: “Minha mãe me disse: Quando você for até a cidade, leia um capítulo todos os dias. Bem, eu pensei em agradá-la e disse que o faria. Bem, que gostaria de não o ter dito. Não li um capítulo ontem, nem anteontem. Estávamos muito ocupados. Não tive outro jeito.” Você não ama a Bíblia, não é? “Não, nada há nela de interessante.” Ah, foi o que pensei. Porém, pouco tempo atrás, eu não conseguia ver nada nela. Vocês sabem por quê? Cegos não conseguem ver, conseguem? Porém, quando o Espírito toca as escamas dos olhos, elas caem. E, quando Ele coloca colírio, a Bíblia se torna preciosa.


Lembro-me de um ministro que foi visitar uma senhora idosa e pensou em lhe dar algumas promessas preciosas da Palavra de Deus. Ao ver “P” escrito na margem, ele perguntou: “O que isso significa?” “Isso significa precioso, senhor.” Mais abaixo, ele viu “T e C” e perguntou o que as letras significavam. Ela disse: “Isso significa testado e comprovado, porque testei e comprovei”. Se você testou a Palavra de Deus e a comprovou, se ela é preciosa para a sua alma, você é cristão. Porém, as pessoas que desprezam a Bíblia não têm “parte nem sorte” nisso. Se ela lhes é seca, vocês acabarão secos no inferno. Se não a estimam como melhor do que o seu alimento necessário, não há esperança para vocês, pois lhes falta a maior evidência de serem cristãos.


Infelizmente, aí, o pior caso está por vir. Há pessoas que odeiam a Bíblia, além de desprezá-la. Alguém assim entrou aqui? Alguns de vocês disseram: “Vejamos o que o jovem pregador tem a nos dizer”. O que ele tem a lhes dizer é: “Vede, ó desprezadores, maravilhai-vos e desvanecei”. O que ele tem a lhes dizer é: “Os perversos serão lançados no inferno, e todas as nações que se esquecem de Deus”. E mais isso ele tem a lhes dizer: “Nos últimos dias, virão escarnecedores com os seus escárnios, andando segundo as próprias paixões”. Ainda mais — esta noite, ele lhes diz que, se vocês não são salvos, precisam encontrar a salvação aqui. Portanto, não desprezem a Bíblia, mas pesquisem-na, leiam-na e busquem-na. 

 

Tenham toda a certeza, ó zombadores, de que as suas risadas não podem alterar a verdade de Deus, os seus gracejos não podem evitar a sua inevitável perdição! Embora, em sua audácia, vocês devam fazer uma aliança com a morte e assinar um pacto com o inferno, ainda assim a justiça veloz os derrubará e uma forte vingança lhes dará um golpe baixo. Em vão vocês zombam e escarnecem, porque as verdades eternas são mais poderosas do que os seus sofismas — e os seus discursos inteligentes não são capazes de alterar a verdade divina de uma única palavra deste volume de Revelação! Ó, por que vocês discutem com o seu melhor amigo e tratam mal o seu único refúgio? Contudo, ainda há esperança para o zombador. Esperança nas veias de um Salvador; esperança na misericórdia do Pai; esperança na onipotente ação do Espírito Santo!


Terminarei após dizer uma palavra. Meu amigo filósofo diz que, para mim, pode ser muito bom exortar as pessoas a lerem a Bíblia. Porém, ele pensa existirem muitas ciências muito mais interessantes e úteis do que a teologia! Sou extremamente grato por sua opinião, senhor. A que ciência você se refere? A ciência da dissecção de besouros e organização de borboletas? Você diz: “Não, certamente não”. Então, a ciência de arrumar pedras e nos contar sobre as camadas da Terra? “Não, não exatamente isso.” Qual ciência então? Você diz: “Ó, todas as ciências são melhores do que a ciência da Bíblia”. Ah, senhor, essa é a sua opinião, e é por estar longe de Deus que você diz isso! 

 

Entretanto, a ciência de Jesus Cristo é a mais excelente das ciências! Que ninguém se afaste da Bíblia porque ela não é um livro de aprendizado e sabedoria. Ela é! Vocês querem conhecer astronomia? Está aqui — ela lhes fala do Sol da Justiça e da Estrela de Belém. Vocês querem conhecer botânica? Está aqui — ela lhes fala sobre a planta de renome — o Lírio do Vale e a Rosa de Sarom. Vocês querem conhecer geologia e mineralogia? Devem aprender aqui — porque podem ler sobre a Rocha Eterna e a Pedrinha Branca com um nome gravado, o qual ninguém conhece. Vocês querem estudar história? Aqui está o mais antigo de todos os registros da história da raça humana. Seja qual for a sua ciência, venham e inclinem-se sobre este Livro, porque a sua ciência está aqui! Venham e bebam desta justa fonte de conhecimento e sabedoria, e vocês perceberão que se tornaram sábios para a salvação! Sábios e tolos, bebês e homens, senhores grisalhos, jovens e donzelas — falo a vocês, pleiteio junto a vocês, imploro-lhes, respeitem suas Bíblias e sondem-nas — porque nelas vocês cogitam ter a vida eterna, e são elas que dão testemunho de Cristo!


Concluindo… Vamos para casa praticar o que ouvimos. Ouvi falar de uma mulher que, quando lhe perguntaram o que lembrava do sermão do ministro, disse: “Não me lembro de nada. Era sobre pesos menores e quantidades erradas, e não me lembrei de nada além de ir para casa e queimar o alqueire.” Então, se vocês se lembrarem de ir para casa e queimar o alqueire, se vocês se lembrarem de ir para casa e ler suas Bíblias, terei dito o suficiente! E que, quando lerem as suas Bíblias, Deus, em Sua infinita misericórdia, derrame sobre sua alma os esclarecedores raios do Sol da Justiça pela ação do sempre adorável Espírito. Então, pela graça divina, vocês lerão para seu proveito e para a salvação da sua alma. A respeito da BÍBLIA, podemos dizer —
Ela é o armário de conselhos revelados de Deus!

Onde bem-estar e aflição são ordenados
Para que todo homem possa saber o que lhe caberá.
A menos que seu próprio erro faça falsa aplicação,
Ela é o indicador para a eternidade!
Não pode perder o interminável êxtase
Quem leva esse mapa para se orientar.
Nem pode ser confundido aquele que fala segundo este Livro;
Ele é o Livro de Deus!
E se eu dissesse Deus dos livros? Que àquele que se irar
Com essa expressão, como se demasiadamente ousada,
Seus pensamentos se ocultem em silêncio até ele encontrar outro igual.