Efrém (também grafado como Efraim), filho de pais cristãos, nasceu na cidade de Nisibe durante o reinado de Constantino. Após sua cidade cair sob os persas no ano 363, ele se mudou para Edessa, onde viveu pelo resto da vida como professor e defensor da fé cristã. Os hinos e homilias versificadas (em siríaco) de Efrém estabelecem sua reputação de maior poeta do início do cristianismo. Ele escreveu também comentários sobre os livros da Bíblia.

Leia agora um de seus devocionais:

Pescando os perdidos

Aproximavam-se de Jesus todos os publicanos e pecadores para o ouvir. E murmuravam os fariseus e os escribas, dizendo: Este recebe pecadores e come com eles.

Lucas 15:1,2

O Senhor não ansiou pelo alimento dos fariseus, e sim pelas lágrimas da mulher pecadora. E, quando ficou satisfeito e renovado por essas lágrimas, virou-se e repreendeu aqueles que o chamaram para comer alimento perecível. Fez isso para mostrar que não se tornou um convidado por causa do alimento para o corpo, e sim para ajudar a alma, porque o nosso Senhor não se misturava com glutões e bêbados por prazer, como o fariseu supunha. Porém, fazia isso para associar Seu ensino medicinal ao alimento mortal deles, pois, assim como o maligno deu seu conselho mortal a Adão e Eva por meio do alimento, o Senhor deu Seu conselho vivificante aos filhos de Adão por meio do alimento. Pois Ele era o Pescador que desceu do Céu para pescar as vidas perdidas. O Senhor lançou Suas redes onde se reuniam os cobradores de impostos e as prostitutas, que se entregavam a glutonarias e bebedices. Assim, pôde tirar daquelas pessoas os alimentos que engordam o corpo e dar-lhes o jejum que faz crescer a alma.

Gostou? Garanta já seu exemplar!

Google Play
Apple Books
Amazon Kindle
Livro Físico