Muitos de nós podem pensar que “carregar a nossa cruz” se trata de suportar as coisas difíceis que enfrentamos na vida, como um relacionamento difícil, uma doença física ou mental ou um emprego sem perspectiva.

Mas quando Jesus nos pede para tomar a nossa cruz e segui-lo (Marcos 8:34-35), Ele está perguntando se estamos dispostos a morrer para nós mesmos – nossos planos, desejos e orgulho – e segui-lo de todo o coração. Trata-se de uma decisão diária de nos rendermos a Ele para que possamos nos tornar mais semelhantes a Ele.

Não é fácil calcular o custo e segui-lo, mas temos a certeza de que o Seu amor nos vai nos equipar, nos guiar e nos animar.

Como é seguir a Cristo em nossa vida cotidiana? Aqui estão algumas ideias.

Originalmente publicado no @ymi_today, que faz parte de Ministérios Pão Diário, em inglês. Traduzido e republicado com permissão. Ilustração por @davidetano.